Comissão da CLDF e OAB fiscalizam Iges e não encontram irregularidades em vacinação (Metrópoles)

Os órgãos de fiscalização não comprovaram denúncia de “fura-filas” na imunização da Covid-19 em hospitais como o Base e de Santa Maria

Instituições que acompanham o processo de vacinação contra a Covid-19 nas unidades do Instituto de Gestão Estratégica (Iges-DF) relataram, nesta terça-feira (26/1), não terem encontrado irregularidades no processo de imunização.

De acordo com integrantes da Comissão Especial da Vacina da Câmara Legislativa (CLDF) e a Ordem dos Advogados do Brasil, seccional do Distrito Federal (OAB-DF), denúncias como as de “fura-filas” em hospitais como o de Base e o de Santa Maria não foram confirmadas.

No dia 20 de janeiro, o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) cobrou explicações da Secretaria de Saúde sobre servidores que não integram o grupo prioritário de vacinação de Covid-19, mas que acabaram contemplados com a aplicação da Coronavac pela pasta.

Os órgãos que fizeram a fiscalização também receberam denúncias e foram verificar. As reclamações anônimas têm chegado à CLDF e à OAB desde o início da campanha de imunização. Parte delas aponta que, nas unidades administradas pelo Iges-DF, estaria ocorrendo “fura-filas”, ou seja, profissionais que não pertenceriam ao primeiro grupo priorizado para ser imunizado estariam recebendo a vacina antes dos colaboradores que estão na linha de frente de combate à pandemia.

Reportagem publicada por Metrópoles em 26/1/2021

Acesse aqui.


Fique Informado

Fale Conosco


SEPN 516 Bloco B Lote 7 | Asa Norte | Brasília/DF | 70770-522 - Salas do Advogado

[email protected] - [email protected] - (61)3036-7000

Parceiros: