Covid-19: Primeira etapa da vacinação no DF se aproxima do fim (Correio Braziliense)

Governo do Distrito Federal espera que mais de 90% dos profissionais da saúde; cuidadores, idosos e deficientes em instituições de acolhimento; e indígenas recebam a primeira dose dos imunizaentes até domingo. Ao todo, 33.317 pessoas foram vacinadas

Com o processo de vacinação contra a covid-19 avançando no Distrito Federal, a Secretaria de Saúde (SES/DF) espera que, até o fim de janeiro, mais de 90% dos profissionais de saúde, tanto da rede pública quanto da particular, tenham recebido a primeira dose do imunizante contra a doença. A pasta quer priorizar a categoria para não perder capacidade de resposta e atendimento ao novo coronavírus, que continua circulando na capital federal. Indígenas aldeados, idosos e pessoas com deficiência acolhidos devem ter a primeira etapa da vacinação encerrada amanhã. Enquanto isso, o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) investiga possíveis fraudes no processo de vacinação. Até o momento, o DF recebeu 125,1 mil doses da CoronaVac — imunizante produzido, no Brasil, pelo Instituto Butantan em parceria com a farmaceuta chinesa Sinovac — e 41,5 mil da Oxford/AstraZeneca, importadas da Índia.

— Vacina no Base: OAB não encontra irregularidades
O processo de vacinação no Hospital de Base, gerido pelo Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF), foi alvo de denúncias. Porém, em visita à unidade na tarde de ontem, a Comissão de Direito à Saúde da Ordem dos Advogados do Brasil seccional do DF (OAB-DF) não constatou nenhuma irregularidade na aplicação das vacinas por parte do Iges-DF. Apesar disso, de acordo com a presidente da comissão, Alexandra Moreschi, a OAB-DF cobrou mais transparência no processo.

“Estamos recebendo e apurando denúncias quanto à vacinação no DF. É um papel fiscalizador que exercemos pela OAB/DF. Ao mesmo tempo, estamos visando uma parceria com o GDF para que haja transparência de dados na vacinação. É um direito da população. Campanha eficiente de vacinação é o que pode salvar mais vidas e nos trazer uma rotina mais tranquila nos dias que virão”, detalha Moreschi.

Reportagem publicada por Correio Braziliense em 28/1/2021

Acesse aqui.


Fique Informado

Fale Conosco


SEPN 516 Bloco B Lote 7 | Asa Norte | Brasília/DF | 70770-522 - Salas do Advogado

[email protected] - [email protected] - (61)3036-7000

Parceiros: