Na última quarta-feira, o Ministério Público Federal (MPF) requereu que a Polícia Federal investigue o atual presidente da entidade nacional, advogado Felipe Santa Cruz, por suposto crime de falsidade ideológica cometido em ato interno na própria entidade

A Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Ceará, em conjunto como as representações dos estados do Rio de Janeiro, Distrito Federal, Alagoas e São Paulo acionaram o Supremo Tribunal Federal (STF) para a suspensão dos efeitos da delação do ex-presidente da Fecomércio-RJ, Orlando Diniz, que denunciou um suposto esquema de repasses ilegais de verba da entidade para escritórios de advocacia.

Reportagem publicada por Focus Jor em 18/09/20

Acesse aqui.