Brasília, 2/10/2013 – Pela primeira vez na história, a Procuradoria-Geral do Distrito Federal (PGDF) será comandada por uma mulher. O governador do DF, Agnelo Queiroz, nomeou Paola Aires Corrêa Lima para o cargo de procuradora-geral, no último dia 26, durante visita técnica ao canteiro de obras da nova sede da PGDF. Paola faz parte do quadro de Procuradores do DF desde 1999 e é o 19° procurador a chefiar o órgão. Ela afirmou que sua gestão será de continuidade e que investirá na conciliação para recuperar os créditos que o DF tem direito e quitar dívidas com o cidadão, adotando as súmulas administrativas.

A nomeação da procuradora-geral ocorreu após seu nome ser aprovado por unanimidade pela Câmara Legislativa, em 24 de setembro. No mesmo dia, pela manhã, Paola foi sabatinada pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa. O relator da votação da CCJ, deputado Aylton Gomes (PR), finalizou a reunião dizendo que Paola demonstrou credenciais mais do que suficientes para ocupar o cargo ao qual foi indicada pelo governador Agnelo Queiroz. “Além de qualificada profissionalmente, tem a sensibilidade e a sabedoria necessárias para exercer uma posição de liderança”, disse.

Perfil
Procuradora do DF há 15 anos, Paola Aires Corrêa Lima foi coordenadora da Procuradoria Administrativa do DF (PROCAD-DF), chefe da Procuradoria Fiscal (PROFIS), e, antes de ser nomeada, exercia a chefia da Assessoria Especial do Procurador-Geral do DF. Neste último cargo, coordenava, junto com o procurador-geral, a atuação da Procuradoria no Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), no Superior Tribunal de Justiça (STJ), no Supremo Tribunal Federal (STF) e nos Tribunais de Conta do DF (TCDF) e da União (TCU).

Reportagem – Priscila Gonçalves
Foto – Câmara Legislativa do DF
Comunicação Social – Jornalismo
OAB/DF