Brasília, 12/03/2013 – A posse solene da nova diretoria do Conselho Federal da OAB (CFOAB) para o triênio 2013/2015 aconteceu nesta terça (12/03) com a presença de mais de três mil pessoas, entre ministros, juízes, conselheiros, presidentes das seccionais e entidades classistas. O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, representou a presidente da República na cerimônia. Ibaneis Rocha, presidente da OAB/DF, assistiu a posse acompanhado dos conselheiros federais pelo Distrito Federal.

Em suas primeiras palavras como 35º presidente do CFOAB, Marcus Vinicius Furtado saudou os advogados militantes, que ele considerou os mais necessitados de apoio do braço forte da Ordem, “os que sentem no cotidiano o abusivo desrespeito das prerrogativas, os verdadeiros titulares da OAB”.

Marcus Vinícius continuou dizendo que a valorização do advogado é indispensável ao fortalecimento do cidadão. “Quando o advogado peticiona e propugna, ele o faz em nome do Estado de Direito, o advogado postula em nome da pátria, ele é o garantidor dos valores constitucionais, o maior deles, a dignidade da pessoa humana”, ressaltou.

O ministro da Justiça lembrou o momento político que o país vivia na ocasião em que recebeu sua carteira da Ordem, com milhares de brasileiros sofrendo o peso da ditadura militar. “Era com muito orgulho que eu tinha a carteira de uma entidade que lutava pelo que eu acreditava, e que podia somar minhas forças nesta luta pelo Estado de Direito”, lembrou.

“Após termos conquistado a democracia, posso listar como missão da entidade, hoje, continuar defendendo o Estado de Direito, lutando cotidianamente contra o abuso de poder, não importa se vem de um pequeno servidor ou dos mais altos mandatários da República, do poder legislativo, executivo ou judiciário. Onde houver abuso de poder, cabe a nossa Ordem lutar para que o poder seja limitado”, finalizou.

Discursaram, ainda, o presidente que deixa o CFOAB, Ophir Cavalcanti, o vice-presidente do STF, Ricardo Lewandowski, e o procurador-geral da República, Roberto Gurgel. Estiveram presentes, também, o presidente do Tribunal Superior do Trabalho, Carlos Alberto Reis de Paula, e o advogado-geral da União, Luis Adams, o defensor público geral federal, Haman Tabosa de Moraes, representantes dos Três Poderes e da sociedade civil.

Tomaram posse junto com Marcus Vinícius Furtado o vice-presidente Claudio Lamachia, o secretário-geral Claudio Souza Neto, o secretário-geral adjunto, Claudio Stabile, e o diretor-tesoureiro Antonio Oneildo.

Reportagem – Andreia Salles
Comunicação Social – Jornalismo
OAB/DF