Fonte: site STF

Imagine a seguinte situação: A mãe ou o pai de uma criança a treina para romper os laços afetivos com o outro cônjuge, criando fortes sentimentos de ansiedade e temor em relação ao outro genitor. Sobretudo em casos associados à ruptura da vida conjugal, onde um dos genitores nutre uma tendência vingativa. Quando este não consegue lidar adequadamente com a separação, desencadeia um processo de desmoralização.

A cena muitas vezes passa despercebida, mas a este fenômeno, dá-se o nome de Síndrome da Alienação Parental (SAP). O assunto é de tamanha relevância que virou objeto de Projeto de Lei da Câmara (PLC 2010), aprovado na Comissão de Cidadania e Justiça do Senado Federal recentemente.

Para dirimir as dúvidas a respeito do tema e responder perguntas sobre o projeto de lei, o canal oficial do Supremo Tribunal Federal (STF) no YouTube exibe uma entrevista com a presidente da Comissão da Mulher Advogada da OAB/DF, dr. Maria Cláudia Azevedo Araújo sobre o assunto.

A entrevista pode ser assistida no endereço www.youtube.com/stf