Professores: OAB/DF acompanhará reposição de aulas

Após 16 dias de paralisação, foi encerrada nesta terça-feira (28) a greve dos professores do Distrito Federal. A categoria decidiu em assembleia aceitar a proposta do governo de reajuste progressivo de 15,31%. As negociações entre os grevistas e o Executivo local foram intermediadas por segmentos organizados da sociedade, entre eles a Seccional do DF da Ordem dos Advogados do Brasil. Conforme ficou acertado com o governo, o planejamento do calendário escolar de reposição de aulas será elaborado por uma comissão de representantes da OAB/DF, Secretaria de Educação, Sindicato dos Professores, Universidade de Brasília e Câmara Legislativa. “Nosso objetivo é evitar qualquer prejuízo aos alunos”, afirma a presidente da Seccional, Estefânia Viveiros. O coordenador da Comissão de Direitos Humanos da entidade, Jomar Alves Moreno, afirma que a paz social foi atingida: “O fim da greve foi uma decisão sensata dos professores, que receberão todos os valores e percentuais a que tem direito”. “O papel da OAB/DF nesta greve, principalmente o da presidente Estefânia Viveiros, foi de abrir um canal de negociações entre professores e governo e eliminar as tensões existentes”, diz o coordenador. De acordo com a proposta apresentada, o governo promete conceder, até março de 2010, os 15,31% de reajuste que os docentes reivindicam. Está previsto, em 90 dias, um aumento de 5% retroativo a março. Outra parte do reajuste será concedida em novembro, dependendo da receita pública. Em março de 2010, o valor deverá ser completado.


Fique Informado

Fale Conosco


SEPN 516 Bloco B Lote 7 | Asa Norte | Brasília/DF | 70770-522 - Salas do Advogado

[email protected] - [email protected] - (61)3036-7000

Parceiros: