A presidente da OAB-DF, Estefânia Viveiros, participou na noite desta terça-feira (30) do debate promovido pelo Conselho Federal no projeto Leia Cinema. O filme desta semana foi “O homem que fazia chover”.

O longa-metragem é uma adaptação do romance de John Grisham, sobre um advogado jovem e idealista que consegue o maior processo de sua vida. O jovem advogado desempregado é a única esperança de um casal que não consegue obter de uma companhia de seguros dinheiro para a cirurgia do filho, que tem leucemia e precisa de um transplante de medula óssea para salvar sua vida. Além disso, o filme ainda destaca um inquieto “quase-advogado”, cuja especialidade é ser reprovado no exame da Ordem dos Advogados.

O debate gerou em torno das dificuldades do advogado iniciante e a ética no exercício profissional. Dentre os diversos aspectos presentes na exibição, a presidente da OAB-DF, Estefânia Viveiros, destacou a lei federal contra a captação de clientela. “O nosso estatuto ele veda a propaganda para angariar uma quantidade de causas”, disse. A presidente da OAB-DF lembrou a importância de uma advocacia preventiva para redução de litígios.

Quanto ao Exame de Ordem, comentou que a prova apenas exige requisitos básicos para o exercício da advocacia. Em relação à ética profissional, Estefânia ressaltou o ritmo acelerado que o Tribunal de Ética da OAB-DF tem trabalhado na gestão atual. “O advogado tem de estar centrado na ética. Quando vão contra estes princípios, a Ordem faz seu dever de casa”, disse ela.

Para encerrar, Estefânia falou do artigo 6º. Do Estatuto da Advocacia e da OAB que dispõe: “não há hierarquia nem subordinação entre advogados, magistrados e membros do Ministério Público, devendo todos tratar-se com consideração e respeito recíprocos”. “O advogado deve conhecer seus direitos, se impor e ter suas prerrogativas respeitadas”, completou.

O debate contou com a presença do organizador do projeto, o advogado Cláudio Marks, o advogado e professor, Vadin Arsky, e a membro da Comissão OAB Jovem, Patrícia Duarte.

A próxima exibição do projeto Leia Cinema será o filme “Testemunha de acusação”, no dia 5 de junho, às 20h, no auditório do Conselho Federal da OAB.