O ex-presidente da República e Senador José Sarney confirmou presença na abertura da V Conferência dos Advogados do Distrito Federal, de 8 a 11 de agosto. Em audiência concedida à presidente da OAB/DF, Estefânia Viveiros, Sarney aceitou proferir palestra sobre os 20 anos de redemocratização do País e sua experiência pessoal ao assumir governo civil depois de mais de duas décadas de ditadura.

Estefânia espera transformar o evento em um grande momento de reflexão sobre o estágio atual da democracia e por isso estenderá o convite aos ex-presidentes da Argentina, Raul Alfonsín, e do Uruguai, Julio Maria Sanguinetti.

Na década de 80 esses três personagens foram decisivos para a reconstrução da democracia no Cone Sul, tirando a região do isolamento internacional e lançando as bases para a integração e as sementes para o Mercado Comum do Sul (Mercosul), além de afastar qualquer possibilidade de conflito armado entre o Brasil, Argentina e Uruguai.

Para que isso se concretizasse, segundo Sarney, foi necessário romper as desconfianças mútuas existentes até então. “Os países sempre nutriram desconfiança mútua por causa da nossa herança ibérica de disputas. Mas eu e Alfonsín decidimos mudar as relações e isso foi feito”, revelou.

Segundo Sarney, são muitos os desafios que ainda nos restam. “Temos de reduzir as desigualdades sociais e desenvolver políticas de educação capazes de inserir nossas nações na sociedade do conhecimento, que é a base da riqueza no século 21”, afirmou, ao elogiar a iniciativa da OAB/DF de promover esse debate em um momento de profundas discussões políticas no Brasil.

A V Conferência dos Advogados do Distrito Federal coincidirá com a Semana do Advogado e será realizada no Auditório do Superior Tribunal de Justiça.