Um auditório lotado aguardava com grande expectativa o início da V Conferência dos Advogados do DF, às 16h30min, da tarde de ontem, terça-feira, 9 de agosto, no auditório externo do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Estudantes de Direito, advogados, professores e jornalistas acompanharam o pronunciamento da presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Estefânia Viveiros, do presidente do Conselho Federal da OAB, Roberto Busato, e do presidente do STJ, Edson Vigidal.

Logo em seguida, foi dado início ao painel “A redemocratização da República” com a explanação do ex-presidente da República e senador, José Sarney. Em sua apresentação, o senador relembrou às dificuldades de assumir um país e fazer a transição democrática sem ser deposto antes do fim do mandato. O senador José Sarney disse que a Conferência contribui de forma positiva para a discussão da redemocratização. “Eu vejo que há um enriquecimento para todos os profissionais de advocacia acumular conhecimentos e informações que são preciosas para todas as pessoas que aqui estiveram e também mostra o prestígio da entidade (OAB-DF)”, comentou o senador ao se retirar do evento.

Quem também participou do painel foi o deputado federal e presidente do Parlamento Latino-Americano, Ney Lopes. O deputado destacou a importância da Ordem dos Advogados do Brasil como instituição civil e parabenizou a OAB-DF pela iniciativa. “A OAB-DF cumpre seu papel institucional à medida que estabelece uma relação direta com o futuro do país, sobretudo no que se refere à distribuição da justiça através de uma reforma social eficiente”, afirmou Ney Lopes.