Brasília, 24/8/2015 – Neste domingo (23), a OAB/DF e a Caixa de Assistência dos Advogados do Distrito Federal (CAA/DF) estiveram presentes na 272ª edição da iniciativa social The Street Store, no pátio do Museu Nacional da República. A Seccional foi representada por membros das comissões de Direitos Humanos e Ciências Criminais e Segurança Social que compareceram ao local e prestaram assistência jurídica ao público beneficiado pela ação.

O The Street Store é um projeto criado pela rede sul-africana de albergues Haven Night e tem como objetivo recolher roupas por meio de doações e repassá-las a moradores de ruas e abrigos. No entanto, ao invés de apenas receberem as doações, as pessoas vão ao stand do evento e escolhem suas próprias roupas e acessórios.

Fundada na Cidade do Cabo em janeiro de 2014, a ação já aconteceu em diversas cidades ao redor do mundo. São Paulo, Belém, Florianópolis e Porto Alegre são alguns dos locais que sediaram edições do evento no Brasil.

Dentre os serviços jurídicos oferecidos à população no local, durante o evento, orientações sobre consulta de andamento processual, sentença judicial e retirada de documentos tiveram a maior procura. Foram atendidos ex-detentos, familiares de presos, refugiados, entre outras pessoas em situação de rua.

O conselheiro e presidente da Comissão de Ciências Criminais e Segurança Social, Alexandre Queiroz, ressaltou a importância do ativismo social e a promoção de iniciativas que privilegiem os menos favorecidos. “As práticas sociais deveriam ser melhor difundidas no Brasil. Não só nas universidades, mas também nos colégios. Precisamos incentivar nossos jovens para que eles entendam, desde cedo, os problemas que assolam nosso país”, comentou.Street estore BSB (30)

Segundo a vice-presidente da Comissão de Direitos Humanos da Seccional, Indira Quaresma, a presença da OAB em eventos como o The Street Store tem a função de reforçar o compromisso da entidade com a integração social. “A OAB existe, antes de tudo, para integrar a sociedade e fazer o que está ao seu alcance com o intuito de garantir a dignidade do cidadão brasileiro”, disse.

Para Ana Izabel de Alencar, membro da Comissão de Direitos Humanos, é fundamental mostrar o trabalho voluntário da casa, pois essas ações fortalecem e corroboram o papel da instituição perante a sociedade brasileira.

Além da assistência jurídica promovida pela Seccional, a CAA/DF também ofereceu serviços de assistência social e enfermagem aos presentes.

 

Comunicação social – jornalismo

OAB/DF

Imagens: Mel Portela