Brasília, 27/10/2014 – A conselheira e presidente da Comissão de Tecnologia da Informação da OAB/DF, Hellen Falcão, participou na sexta-feira (24) de reunião sobre a implantação do Processo Judicial Eletrônico (Pje) no âmbito do Tribunal Regional Federal (TRF1). 

A implantação será a partir de primeiro de dezembro para mandados de segurança nos primeiro e no segundo graus, ações monitórias e agravados decorrentes, para desta forma atender a Resolução 185/2013 do Conselho Nacional de Justiça. Hellen Falcão apresentou várias sugestões, uma delas é a necessidade de que a implantação do sistema se dê de forma gradual para que a sociedade não seja prejudicada. “A unificação do sistema, sem dúvida, vai atender o pleito da advocacia. Contudo, ainda enfrentamos muitas dificuldades, muito em razão daquela quebra de um modelo de peticionamento que já existia. Por essa razão, a OAB pede que a implantação do sistema seja feita sem pressa para que, dessa forma, se evite a perda de direitos”, diz.

Hellen ainda fez vários pleitos, como salas de atendimento para PJE, com funcionário exclusivo para atendimento ao advogado; peticionamento físico para idosos e deficientes visuais; sala com computadores, scanners e drives instalados; publicação no Diário de Justiça Eletrônico e impressão da contra-fé a cargo do tribunal.

Ibaneis Rocha disse que a implantação do PJE no âmbito do TRF1, levando em consideração os pleitos da OAB/DF, certamente facilitará a vida dos advogados. “A Ordem está à disposição para treinar os colegas e assessorá-los nessa na implementação dessa nova ferramenta de trabalho”.

Também participaram da reunião membros do Comitê Gestor Regional do Processo Judicial Eletrônico (Pje), do Ministério Público Federal (MPF), da Advocacia-Geral da União (AGU) e da Defensoria Pública da União (DPU).

Treinamento – Ficou definido que nos dias 29 de outubro e 10 de novembro será realizado treinamento para que os representantes da advocacia, do MPF, da AGU e da DPU possam se familiarizar com o sistema.

Foto – TRF1
Comunicação social – jornalismo
OAB/DF