Seccional faz reivindicações ao corregedor do TJDFT

A presidente da Seccional do Distrito Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, Estefânia Viveiros, e o presidente da Subseção de Taguatinga, Ailton Coelho Alves, se reuniram na tarde desta segunda-feira (30) com o corregedor do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios, desembargador Getúlio Pinheiro de Souza. Os representantes da OAB/DF reivindicaram a permanência das varas de órfãos e sucessões no Fórum Desembargador Milton Sebastião Barbosa, em Brasília. O TJDFT pretende transferir, em 13 de abril, diversos juízos e importantes setores administrativos do tribunal para o Fórum José Júlio Leal Fagundes, próximo ao Setor Policial Sul. Segundo Estefânia, a OAB/DF apóia a iniciativa e considera a mudança importante, “pois além de oferecer melhores condições de atendimento para população haverá redução de custos”. No entanto, a presidente destaca que a Seccional é contrária à separação das varas de órfãos e sucessões das varas de família, que permaneceriam no Fórum Milton Sebastião Barbosa. “Com a mudança das varas de órfãos e sucessões para outro fórum, os advogados militantes na área civil teriam de se deslocar entre uma região e outra para resolver casos de família, o que geraria problemas de deslocamento e um desperdício de tempo”, afirma Estefânia. O presidente da Subseção de Taguatinga, Ailton Coelho Alves, acredita que o tribunal analisará com atenção o pleito da advocacia. “Acho que o desembargador foi sensível ao nosso pedido e vai nos atender”, afirma. O desembargador Getúlio Pinheiro de Souza disse que conversará com o presidente do TJDFT sobre o assunto. Também participou da reunião o secretário-geral da Corregedoria, Mauro Heringer. Mudança O Fórum José Júlio Leal Fagundes fica no Setor de Múltiplas Atividades Sul (SMAS), trecho 3, lotes 4/6. A área é de 17 mil metros quadrados, onde irão funcionar os juizados especiais cíveis e criminais de Brasília, a Central de Apoio e a Coordenação Geral dos Juizados, as turmas recursais, os juizados de violência doméstica contra a mulher, a Vara de Delitos de Trânsito, a Auditoria Militar do DF, além do Serviço de Redução a Termo e o Núcleo de Plantão Judicial. Também mudarão para o novo espaço a Delegacia de Repressão contra Pequenas Infrações – DRPI, Ministério Público e setores de apoio.


Fique Informado

Fale Conosco


SEPN 516 Bloco B Lote 7 | Asa Norte | Brasília/DF | 70770-522 - Salas do Advogado

[email protected] - [email protected] - (61)3036-7000

Parceiros: