A seleção da OAB/DF conquistou o bicampeonato brasileiro de Futebol da Ordem dos Advogados do Brasil ao derrotar hoje a seleção da OAB do Paraná por 2 a 1, em jogo bastante disputado no campo da Associação Esportiva e Recreativa Tubarão (Aert), clube dos funcionários da Companhia Vale do Rio Doce, em Vitória, no Espírito Santo.

Os dois gols foram marcados por Rômulo de Souza Mesquita.

Emocionado, o presidente do Clube do Advogado e chefe da delegação, Adéliton Rocha Malaquias, declarou, por telefone, logo após o apito final: “Dedico esta vitória à presidente da nossa Seccional, Estefânia Viveiros. Sem o seu apoio, não estaríamos aqui”.

A equipe brasiliense foi superior desde o início, tendo marcado 1×0 no início do primeiro tempo, logo depois que o Paraná perdeu um pênalti.

A equipe do Espírito Santo, que derrotou o Mato Grosso por 4 a 1 e teve o artilheiro do campeonato (Marcão, com oito gols), foi a terceira colocada da competição. O técnico do time do Distrito Federal é o ex-goleiro do Fluminense e da Seleção Brasileira, Paulo Vítor, e o do Paraná, o ex-meio campo do Cruzeiro e do Atlético Paranaense, Marcos Madureira.

Os dois gols da equipe campeã foram marcados pelo meio-esquerda Rômulo, uma das revelações do V Campeonato de Futebol. Para o técnico Paulo Vitor, “todos os méritos são dos jogadores, pois chegamos ao Espírito Santo desacreditados e estamos levando o título”. O Distrito Federal foi campeão invicto. Pela equipe paranaense, que foi campeã no ano passado e sagrou-se vice, marcou Zicarelli – outro destaque deste campeonato – no começo do segundo tempo, empatando a partida, que seria dez minutos depois desempatada por Rômulo. A Subseção da OAB de Ponta Grossa, com quatro representantes, teve o maior número de jogadores do Paraná.

O campeonato foi organizado pelo Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), com apoio da Seccional do Espírito Santo. Além das quatro equipes finalistas, participaram do evento times das Seccionais de Minas Gerais, Goiás e Tocantins. Para o coordenador de Esporte e Lazer do Conselho Federal da OAB, Sebastião Macalé, ex-zagueiro central do Goiás Esporte Clube, o evento “demonstrou que a melhor forma de integração de uma categoria como a nossa de advogados, que temos atividades estressantes, é por meio do esporte”. Segundo ele, nos cinco dias de competição, mais de 200 advogados participaram do certame e o interesse em relação ao VI Campeonato Brasileiro de Futebol de Advogados é crescente.

“O interesse da classe em participar é cada vez maior, como ficou evidenciado em diversos telefonemas que recebemos de Seccionais da OAB que querem se inscrever no próximo ano. Isso nos dá a certeza de que a cada ano esse evento vai crescer, até integrarmos todos os advogados brasileiros pelo esporte”, acrescentou Macalé.

A equipe do Distrito Federal que participou do V Campeonato, sagrando-se campeã: André Damas, Cleiton, Cláudio, Cosmos, Daniel, Daniel Vicente, Hugo, Hilton, Jorge Luiz, João Carlos Juliano, Marcelo, Paulo Sérgio, Rômulo, Rodrigo, Sérgio, Silvestre e Wendel. A equipe do Paraná, vice-campeã: Leonardo, Adriano, André, Augusto, Gerson. Geilson, Guilherme, João, Joanes, Julião, Zicarelli, Marcel, Marcelo, Osvaldo, Pedro, Rafael, Jazar, Reinaldol, Renato e Sandro.

Os jogos do V Campeonato:

Espírito Santo 16×0 Tocantins Distrito Federal 1×1 Goiás Minas Gerais 1×2 Paraná Espírito Santo 4×1 Goiás Paraná 1×1 Mato Grosso Distrito Federal 7×0 Tocantins Goias 12×1 Tocantins Minas Gerais 1×3 Mato Grosso Semi-Final: Mato Grosso 4×5 Distrito Federal Espírito Santo 2×2 Paraná (venceu nos pênaltis) Final: Espírito Santo (3º) 4×1 Mato Grosso Distrito Federal (1º) 2×1 Paraná (2º).