Brasília, 05/06/2012 – O Tribunal de Ética e Disciplina (TED) da Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil no Distrito Federal (OAB/DF) continua com o plantão de fiscalização em frente à Superintendência Regional do Trabalho (SRT) em Brasília, na 509 Norte, antiga DRT. A operação foi iniciada em 28 de maio, para fiscalizar a captação de clientela por meio dos “puxadores”de alguns escritórios de advocacia situados nas redondezas.

Conforme o presidente do TED, Claudismar Zupiroli, a equipe pretende se manter no local até que os puxadores desistam dessa prática. A OAB/DF também recebeu o aval do superintendente do SRT, Maurício Alves Dias, que reiterou sua colaboração e autorizou a permanência da equipe, inclusive com o toldo da Ordem na entrada, pelo tempo que for necessário. “Ainda nos agradeceu pelo combate à atuação ilegal nas imediações da superintendência”, destacou Claudismar.

Primeiro flagrante

Uma semana após o início da operação – na manhã de 04/06 – a equipe de fiscalização do TED flagrou um dos puxadores, Jairo da Silva, abordando e encaminhando uma trabalhadora ao escritório de um advogado na quadra 110 Norte. Imediatamente, a equipe entrou em contato com o dono do escritório, que se desculpou e chamou o captador ao escritório. “Com as informações do flagrante, estamos instaurando um processo disciplinar contra o advogado”, informou Claudismar.

O próximo alvo da fiscalização da OAB/DF será Taguatinga. Na sexta-feira (1º/06) a equipe do TED esteve lá preparando terreno para a ação que fará na cidade, a fim de fiscalizar a atuação de puxadores para escritórios que se localizam na região central.

O primeiro passo foi localizar os escritórios. Ao todo, o TED localizou e identificou 105 escritórios que receberão, nos próximos dias, uma carta da OAB/DF orientando sobre a ilegalidade da captação e solicitando colaboração. “Evidentemente não são todos esses escritórios que se valem de captadores de clientela na rua, mas a comunicação será enviada a todos”, avisa Claudismar. Em seguida será feita ação semelhante à que está sendo realizada no Plano Piloto.

Reportagem – Helena Cirineu
Comunicação Social – Jornalismo
OAB/DF