O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) decidiu nesta terça-feira (03) conceder ordem em mandado de segurança para trancar procedimento de investigação preliminar instaurado pelo Ministério Público do DF contra o advogado Túlio Márcio Arantes.

O caso envolvendo Túlio Arantes vem sendo acompanhado de perto pela OAB/DF por se tratar de um flagrante desrespeito às prerrogativas profissionais. A Seccional já havia, a esse respeito,

representado

criminalmente, por abuso de autoridade, contra o promotor de Justiça Zacharias Mustafa Neto, da Promotoria de Defesa da Ordem Tributária do DF.