Brasília, 06/06/2011 – Um dos focos da VII Conferência dos Advogados do DF foi a preocupação com a responsabilidade socioambiental. O evento contou com o serviço de coleta seletiva dos resíduos gerados nas fases de montagem, abertura, realização dos trabalhos e desmontagem. No Centro de Convenções Ulysses Guimarães, foram distribuídas lixeiras coloridas, identificadas com adesivos para cada tipo de resíduo. Os participantes foram informados e sensibilizados a participarem da coleta seletiva.

O resultado: 122Kg de resíduos produzidos na Conferência que serão reciclados. Segundo a empresa Brilho Conservação e Limpeza, foram coletados os seguintes materiais:

Papel, panfleto e papelão: 92,72 Kg;
lata de Alumínio: 13,30 Kg;
plásticos, garrafas pet, copos plásticos e sobras de banners: 16,50 Kg.

Os resíduos foram doados à cooperativa de catadores de materiais recicláveis “100 Dimensão”, localizada no Riacho Fundo II, que viabilizou duas viagens para total retirada do material. O lixo orgânico, papel usado em banheiros e marmitex não foram aproveitados para reciclagem, mas encaminhados adequadamente para o aterro do Jóquei.

O presidente da OAB/DF, Francisco Caputo, destacou que um dos aspectos da função social do advogado (tema da conferência) é a responsabilidade com o meio ambiente. “Se o profissional mudar sua postura dentro do seu escritório e passar a aproveitar a luz solar e desligar as lâmpadas, reciclar seu lixo e usar meios eletrônicos para armazenar documentos e evitar a impressão de papel, já estará cumprindo a sua função social em relação ao planeta. Espero que nossa experiência com a Conferência sirva de exemplo”.

Assessoria de Comunicação – OAB/DF