Cidadão quer advocacia livre de Estado Policial, diz Ibaneis

O vice-presidente da OAB/DF, Ibaneis Rocha, disse nesta quinta-feira (13) que os magistrados e os membros do Ministério Público têm de entender que o exercício livre da advocacia é importante para a preservação da democracia. O diretor participa, em Natal (RN), da 20ª Conferência Nacional dos Advogados. Segundo ele, o cidadão brasileiro, destinatário das prerrogativas profissionais, exige o distanciamento do Estado Policial. O evento tem como tema Estado Democrático de Direito versus Estado Policial. Rocha também é secretário da Comissão Nacional das Prerrogativas e Valorização da Advocacia do Conselho Federal da OAB. “Essa conferência reafirma os princípios da democracia da qual a Ordem dos Advogados do Brasil é o maior escudeiro, bem como deixa claro que as prerrogativas profissionais dos advogados são os principais instrumentos desta luta pela preservação do Estado Democrático de Direito”, afirmou. “Lamentavelmente, a todo o momento a classe dos advogados vem sendo agredida no exercício da profissão e naquilo que existe de mais sagrado para o cidadão brasileiro que é o direito à defesa livre e técnica”. Fonte: Conselho Federal


Fique Informado

Fale Conosco


SEPN 516 Bloco B Lote 7 | Asa Norte | Brasília/DF | 70770-522 - Salas do Advogado

[email protected] - [email protected] - (61)3036-7000

Parceiros: