Nova turma de 62 advogados ingressa na OAB/DF defendendo uma advocacia forte, inclusiva e ética

Prometo exercer a advocacia com dignidade e independência, observar a ética, os deveres e prerrogativas profissionais e defender a Constituição, a ordem jurídica do Estado Democrático, os direitos humanos, a justiça social, a boa aplicação das leis, a rápida administração da justiça e o aperfeiçoamento da cultura e das instituições jurídicas”, disse a oradora Isis Negraes Mendes de Barros, acompanhando a leitura do diretor tesoureiro da OAB/DF, Paulo Maurício Siqueira, na cerimônia que, nesta quinta-feira (24), marcou o ingresso de 62 novos advogadas e advogados na Ordem dos Advogados do Brasil Seccional do Distrito Federal (OAB/DF). Foi um juramento emocionado em nome da turma.

A cerimônia foi marcada por fortes discursos em defesa das prerrogativas de advogadas e de advogados, pelo respeito à ética, pela inclusão de mulheres em espaços de representação do Direito. Tanto os oradores, Isis Negraes e Marcos Valadão, quanto o paraninfo da turma, Bruce Bruno Lemos, discursaram reforçando os valores da profissão.

A condução da cerimônia coube ao diretor tesoureiro, Paulo Maurício Siqueira, representando o presidente da OAB/DF, Délio Lins e Silva Jr. Acompanhou a cerimônia o secretário-geral da Seccional, Márcio de Souza Oliveira.

No encerramento, Délio Lins e Silva Jr. veio dar as boas-vindas a todos e falou sobre os desafios da profissão, na pandemia, e das profundas transformações sociais que todos estão passando na sociedade. “Estudem, estudem, estudem. Leiam, leiam, leiam. Preparem-se, preparem-se, preparem-se”, resumiu Délio.

O presidente da Seccional recordou a sua própria admissão na Ordem, depois a passagem pela presidência da Comissão da Jovem Advocacia e a chegada à Presidência da OAB/DF. Falou em estímulo ao engajamento dos novos profissionais nas comissões da Casa e para a construção de suas carreiras, pautando-se sempre pela ética e a dedicação à advocacia. “Lembrem-se, sempre, que uma carreira leva anos para ser construída e, nos dias de hoje, minutos para ser destruída. São os novos tempos. Assim, dediquem-se e, principalmente, abracem algo que façam vocês felizes.”

ORADORES

Isis Negraes e Marcos Valadão foram os oradores dessa turma e tiveram um discurso afinado em torno da palavra ética. Para Isis, que homenageou a sua professora no IDP, Cristiane Damasceno, vice-presidente da OAB/DF, as mulheres continuam enfrentando um ambiente adverso na advocacia, marcado pela cultura machista e patriarcal.

“Minha primeira parte nesta fala é para as mulheres e farei apelos: não desistam, interrompam, falem mais alto, ocupem espaços… quando chegarem lá estendam as mãos para as colegas que não conseguiram”, disse Isis, que, também, falou aos colegas advogados: “nos ouçam; nos respeitem”. Ela, por fim, destacou que “não há democracia plena sem advocacia forte”

Marcos Valadão, professor de Direito, por 20 anos, agora exercerá a advocacia, profissão do seu pai, Domingos Pereira Valadão, que ele homenageou de modo muito emocionado, trazendo seu exemplo de honradez e amor à profissão.

Valadão fez seu discurso baseado em defesa das prerrogativas e da ética. “A advocacia sustenta-se no Código de Ética da OAB”, destacou, tendo antes recordado o Art. 133 da Constituição Federal: “o advogado é indispensável à administração da justiça, sendo inviolável por seus atos e manifestações no exercício da profissão, nos limites da lei.” Ressaltou, ainda, a honradez, a lealdade, a honestidade, a conduta moral ilibada como pilares da advocacia. Ao final, observou que o sigilo, em tempos de comunicação acelerada, digital, merece a atenção de todos.

PARANINFO

O paraninfo da turma, Bruce Bruno Lemos, falou após os oradores da turma. Cumprimentou ambos pela defesa da ética e das prerrogativas da profissão. Agradeceu o presidente da Seccional, Délio, pelo convite para apadrinhar a chegada destes novos profissionais à Casa.

“A OAB tem como atribuição a proteção ao Estado democrático de Direito. É imprescindível à democracia uma advocacia forte!”, assinalou Bruce Lemos, que convidou novas advogadas e novos advogados a ingressarem em comissões, a engajarem-se. “Não há diferença entre um advogado de um dia ou um com 20 anos de experiência. Somos todos advogados! A falta de experiência vocês compensarão com ânimo, paixão e força!”.

Bruce Lemos, também, recordou o exemplo do pai. “Sempre que alguém perguntava a ele o que estudar, respondia: Direito. Aprendi, com ele, que a advocacia exige grandes habilidades: sejam honrados.”

Mais um dirigente cumprimentou a turma, nessa tarde memorável, Adeilson dos Santos Moraes, secretário-Geral da Subseção de Samambaia da OAB-DF. “Há 9 anos estava como vocês, ingressando na profissão. Posso dizer que devem colocar em prática os ensinamentos aqui sobre ética, lembrando, também, que possibilitará não só que sejam melhores advogados, mas melhores seres humanos. Parabenizo a todos, em nome da Subseção e da nossa presidente, Joana D’arc de Jesus”.

Karina Amorim, presidente da Comissão de Seleção da OAB/DF, falou aos novatos, cumprimentando os oradores e destacando as palavras de Isis Negraes.

Para Karina, as palavras de Isis foram importantes, sobretudo, no aspecto da defesa dos espaços de representação para mulheres. Ela observou que a atual gestão da OAB/DF tem um caráter “inclusivo”: “temos nas comissões mulheres presidentes; quando não são presidentes, são vice-presidentes”. Segundo Karina, é uma exceção a gestões passadas. “Falo isso muito feliz e estamos à disposição de todos”, finalizou.

Comunicação OAB/DF

Texto: Montserrat Bevilaqua


Fique Informado

Fale Conosco


SEPN 516 Bloco B Lote 7 | Asa Norte | Brasília/DF | 70770-522 - Salas do Advogado

[email protected] - [email protected] - (61)3036-7000

Parceiros: