“O zelo da OAB/DF salvou a minha vida, literalmente”

Em um dia comum de outubro de 2020, a advogada Valquíria Durães acompanhava as notícias no portal da Seccional do Distrito Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/DF) e uma delas chamou sua atenção. Tratava-se da Campanha “Outubro Rosa Cuidados e Prevenções Contra o Câncer”, promovida pela Caixa de Assistência dos Advogados do Distrito Federal (CAADF) e apoiada pela Comissão da Mulher Advogada da OAB/DF.

Sempre cuidadosa com a saúde, Valquíria não perdeu tempo, tratou de comparecer à clínica e realizar o exame. E já no dia seguinte, uma ligação mudaria sua vida. O resultado do exame acusava alterações na mama e ela precisaria se submeter a mais alguns exames para ter certeza do que estava acontecendo.

O diagnóstico veio em alguns dias após uma biópsia. Valquíria estava com câncer de mama. “Eu só pensava nos meus pais, meu esposo e meus filhos”, relembrou. O choque inicial, a radioterapia e seus efeitos agressivos, bem como a cirurgia da mama e da retirada do útero e ovários (cirurgia preventiva), tudo isso levou a advogada a um novo patamar de sua história: seu renascimento pessoal. “O amor cura tudo. Recebi muito apoio, muito amor. Sofri muita coisa ao longo dessa travessia, mas sigo aqui, linda e plena”, brinca.

Valquíria destaca que o câncer não trouxe apenas sofrimento, passar por essa experiência foi aprender a dar valor a coisas que antes não eram tão percebidas. “Eu não me dava o direito de usufruir das minhas conquistas. Eu trabalhava muito para conquistar, mas não vivenciava o prazer delas. O câncer veio para mostrar que nada disso vale a pena. Precisamos valorizar a vida e o amor que recebemos, sem arrogâncias”, destaca.

Sobre a doença, Valquíria se emociona ressaltando que não foi uma sentença de morte, mas uma sentença de vida, pois a levou a crescer como ser humano e como profissional, atuando de forma mais sensível e focada. Um bom exemplo nessa transformação foi mudar o ramo de atuação no Direito. Antes o foco era Direito Tributário, mas logo após sua última cirurgia veio a certeza de que precisava investir em algo novo. “Falei com Deus que eu queria fazer algo pelas pessoas. Ainda no sono da anestesia da cirurgia, senti Deus me dando uma nova direção. Tive um sonho lindo em que eu ajudava muita gente exercendo a minha profissão. Quero ensinar as pessoas a conhecer os seus direitos. Isso significa recomeçar, ressignificar e retribuir tudo que conquistei.”

A advogada transborda motivação, força que atribui a Deus, seu grande e bom amigo que “sempre cuidou, nos mínimos detalhes”. Sobre o futuro, Valquíria tem a resposta imediata: “Eu quero viver cada dia não como se fosse o último, mas como se fosse o primeiro. Quero viver de forma consciente, feliz e plena como eu sou”, define com um sorriso largo.

Campanha Outubro Rosa

A advogada enfatiza o poder da informação e da ação preventiva do câncer. “Eu quero poder alertar as mulheres do quanto é fundamental se cuidar. Eu sempre fiz os exames periodicamente e se hoje estou viva e tendo essa oportunidade de viver foi porque a doença foi detectada ainda no início. Por isso eu digo, a campanha apoiada pela OAB/DF salvou a minha vida, literalmente. Foi essa preocupação, esse zelo que me levou a ter um diagnóstico que se demorasse mais, eu não estaria viva”, celebra.

Um dos pontos que a advogada também enaltece, foi da Campanha ter incluído as mães das advogadas como público-alvo também. “Saber que a minha mãe poderia também realizar esses exames gratuitamente me cativou bastante. Felizmente não deu nenhuma alteração nos exames da minha mãe.”

Valquíria lamenta que a cultura da população é voltada para o tratamento e não para a prevenção. Infelizmente, por causa dessa tendência de postergar os cuidados fundamentais para a saúde, muitas pessoas recebem um diagnóstico sem tantas perspectivas de cura.

Milagres

Ainda no âmbito das provações em sua saúde, Valquíria recorda que certa vez durante um culto evangélico ouviu algumas pessoas falando de milagres e conquistas, e aquilo não fazia muito sentido, era difícil compreender. Em meio às suas indagações, ela expressou em seu coração que queria também ter essa experiência do milagre.

“Relembrando esse dia, hoje eu sei que as provações geram algo muito mais valioso que o milagre em si, geram o aprendizado. Tive cistos em meu cérebro e já prestes a entrar na cirurgia, os médicos detectaram a calcificação de todos os quatro cistos ali alojados. Ninguém entendeu nada, mas eu sabia que se tratava de um milagre. Já fiquei também sem os movimentos das pernas quando meus filhos ainda eram pequenos. Ao ouvir o choro de um deles, fui me arrastando até o quarto e toquei nele. Ali fiz uma oração, pedi para Deus me permitir ver meus filhos crescidos. Em menos de uma semana eu já estava de pé”, relembra emocionada.

Outro episódio marcante, foi a cura do seu pai que se submeteu a uma cirurgia e teve uma hemorragia muito séria. O diagnóstico era péssimo. “Novamente me apeguei a Deus, pedi com muita fé e mesmo sem muitas chances, meu pai teve alta. Nesse mesmo dia tive outras duas imensas alegrias: o nascimento da minha neta Ester e a entrega da minha carteirinha da OAB. Então, tudo se funde na minha história, meu amor pela advocacia, os desafios e os milagres.”

Hoje, casada desde os 15 anos com o “amor de sua vida”, como ela define seu esposo, Valquíria se considera uma mulher feliz. “Se eu não tivesse sido curada, Deus ainda seria Deus. Mas sendo curada, Ele é igualmente Deus. Tenho uma família linda, dois filhos, duas netinhas – Ester e Rebeca, e uma missão muito especial na advocacia. Lembrando que a advocacia não se define às paredes de concreto da instituição. A advocacia é o amor pelo próximo, é o zelo que salva vidas, literalmente”, finalizou.

Texto: Esther Caldas

Fotos: Valter Zica

Comunicação OAB/DF


Fique Informado

Fale Conosco


SEPN 516 Bloco B Lote 7 | Asa Norte | Brasília/DF | 70770-522 - Salas do Advogado

[email protected] - [email protected] - (61)3036-7000

Parceiros: