Brasília, 26/8/2014 – Os advogados trabalhistas do Distrito Federal terão direito a suspensão de audiências e sessões de julgamento de 7 a 16 janeiro de 2015. A decisão, do Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (TRT10), é fruto de requerimento da OAB/DF em conjunto com a Associação dos Advogados Trabalhistas do Distrito Federal (AAT-DF).

A presidente da AAT-DF, Alessandra Camarano, fez uso da tribuna ressaltando que a reivindicação está associada à saúde dos advogados. “Muitos colegas são mutilados, sofrem infarto, perdem a vida em razão do estressamento. Nós não estamos pedindo férias, nós não estamos pedindo recesso. O foro funcionará regularmente para o público em geral, o pedido é que apenas não seja acionado aquele botão do estressamento, só em relação às publicações que gerem prazo”, disse.

20140826_trt1Ibaneis Rocha, presidente da Seccional, fez uso da sustentação oral para lembrar aos desembargadores do trabalho da Ordem pela Justiça como um todo. “O Conselho Federal da Ordem, unido às Seccionais, tem trabalhado constantemente junto ao Congresso Nacional na aprovação do Código de Processo Civil, que já caminhou muito e que traz essa inovação legislativa”.

O presidente da OAB/DF afirmou ainda que a decisão demonstra a harmonia entre a advocacia e o Judiciário. “Para a advocacia a decisão é um símbolo de muita importância. Atendendo esse período de suspensão de prazos você dá o merecido descanso e a possibilidade de organização familiar”.

Estiveram presentes ao evento o secretário-geral adjunto, Juliano Costa Couto, o diretor tesoureiro Antonio Alves, o conselheiro federal Nilton Correia, além de conselheiros seccionais.

Texto – Tatielly Diniz
Foto – Valter Zica
Comunicação social – jornalismo
OAB/DF