O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil, Cezar Britto, considerou grave os fatos noticiados pelo jornal Correio Braziliense, que envolvem os advogados Ulysses Borges, Guilherme Castelo Branco e Luiz Freitas Sabóia. Ele encaminhou, em 11 de março, ofício à presidente da Seccional do Distrito Federal, Estefânia Viveiros, determinando a adoção das providências concernentes à apuração do caso pelo Conselho Pleno Seccional da OAB/DF. A íntegra do ofício: Ordem dos Advogados do Brasil Conselho Federal Brasília – DF Ofício nº 296/2008-GPR.                      Brasília, 11 de março de 2008. A Exmª Srª Drª Estefânia Ferreira de Souza Viveiros Presidente da OAB/Distrito Federal Brasília – DF Ilustre Presidente.                Em resposta aos termos do Ofício nº 101/2008/GP, ontem recebido nesta Presidência, a propósito da matéria veiculada pelo Jornal Correio Braziliense, no último dia 9 de março, tenho a honra de levar ao conhecimento de V.Exª que o Conselho Pleno do Conselho Federal da OAB, em sessão ordinária realizada nesta data, decidiu aditar as representações formalizadas junto ao Conselho Nacional do Ministério Público e à Corregedoria do Ministério Público Federal.                Informo, ainda, que as demais providências concernentes ao caso, de grave repercussão para a advocacia, deverão ser adotadas pelo Conselho Pleno do Conselho Seccional do Distrito Federal.                Colho o ensejo para renovar os protestos de elevada estima e distinta consideração. Fraternalmente, Cezar Britto Presidente