O Tribunal de Ética e Disciplina da OAB/DF zerou os processos pendentes para notificação de defesa prévia dos advogados denunciados por infrações diversas em 2004. Para isso, a secretaria do órgão funcionou em ritmo de mutirão durante o recesso de fim de ano e todo o mês de janeiro. Resultado desse trabalho, o TED expediu só em janeiro 1.133 notificações, das quais 868 para apresentação de defesa prévia. Dos processos distribuídos aos relatores durante o ano de 2004 (1.646 processos), 484 foram analisados pelos advogados instrutores, que fazem trabalho voluntário. “É uma ajuda importantíssima, enfatiza a presidente do órgão, Maria Luiza da Costa Estrela, explicando que os números correspondem a 31% do trabalho de instrução, feito por advogados que doaram seu tempo para a classe.  Segundo ela, quando se agiliza o andamento dos processos, quem sai ganhando são os próprios advogados, porque o profissional que tem conduta antiética compromete todos os demais. Os advogados instrutores em atuação no TED são os seguintes: Leslei Lester dos Anjos Magalhães, João Belmino Chaves, José Luiz Gomes Rolo, Natan Servo da Silva Filho, Nazareno Alves Sobrinho, Dionne de ª Felipe, Ligia Maria da Silva Nogueira.