Brasília, 14/8/2013 – O presidente da OAB/DF, Ibaneis Rocha, recebeu 96 novos advogados durante solenidade de entrega de carteiras, nesta quarta-feira (14), no auditório da Seccional. Participaram da sessão solene membros da diretoria, conselheiros, familiares e amigos. Os advogados iniciantes receberam, além da carteira profissional, o bóton de identificação e o Estatuto da Advocacia e da OAB.

Ibaneis Rocha afirmou que em agosto é comemorado o mês do advogado, profissão da qual ele se orgulha em exercer. “É um momento de glória para vocês que recebem a carteira, porque batalharam por isso, estudaram. Ultrapassaram a barreira do Exame de Ordem, que foi criado pela legislação e confirmado pelo Supremo Tribunal Federal, mas foi um meio que a OAB encontrou para proteger a sociedade dos maus profissionais. Hoje recai sobre a Ordem o ônus de manter esse exame, exatamente porque as faculdades que deveriam dar o ensino qualificado não têm proporcionado esse ensino da maneira correta”, argumentou.

O orador da turma Edilson Barbosa do Nascimento afirmou que os novos advogados não devem hesitar em defender aquilo que é dever da profissão. “Nós advogados temos de ter coragem, temos de ser destemidos, temos de ser arrojados. Mas temos de ser humildes, éticos e, acima de tudo humanos. Não podemos fechar os olhos para as injustiças e, sempre que pudermos, temos de estender a mão aos semelhantes. Não podemos nos enclausurar nas nossas vidas, temos de ajudar. Afinal, a partir de hoje, vamos cuidar de um dos bens mais preciosos do ser humano que é sua liberdade e seus direitos”, afirmou.

entrega de carteiras 14-08-2013 075Paraninfo dos novos advogados, Francisco Carneiro Nobre de Lacerda Neto disse que todos os advogados devem sonhar o sonho impossível da canção de Cervantes, da infinita paixão do mundo sem injustiças, transformando os ensinamentos recebidos de seus mestres em eficazes instrumentos da distribuição da justiça. “Ousar, como convém a um advogado, contra qualquer arranhão que se faça aos direitos fundamentais do homem, ao lado da nossa OAB, em defesa desses direitos, que são frequentemente conspurcados, devendo assim, meus queridos afilhados, não pensar em ter e sim pensar em ser”, disse. Ele citou que os advogados devem ser solidários, cidadãos, éticos e incansáveis servidores da OAB.

Também compuseram mesa o vice-presidente da Seccional Severino Cajazeiras, o secretário-geral adjunto Juliano Costa Couto, o presidente da Comissão de Ciências Criminais e Segurança Pública, Alexandre Vieira de Queiroz, o presidente da Comissão de Apoio ao Advogado Iniciante, Camilo Noleto, o secretário geral da Comissão de Prerrogativas, Marcel Versiani, os conselheiros Seccionais Maxmiliam Patriota Craneiro, Wendel Lemes de Faria, Maria Conceição Filha, o ex-conselheiro Francisco Maia, a diretora-tesoureira da CAA/DF, Mariela Souza de Jesus, o desembargador do Tribunal Regional Eleitoral do DF Cleber Lopes e o embaixador do Nepal no Brasil, Pradhumna Chá.

Reportagem – Tatielly Diniz
Fotos – Valter Zica
Comunicação social – jornalismo
OAB/DF