Homenagem ao advogado Sully Alves de Souza

PRONUNCIAMENTO NO CONSELHO DA OAB-DF HOMENAGEM AO ADVOGADO SULLY ALVES DE SOUZA

O advogado e pioneiro Sully Alves da Silva faleceu em 21 de abril de 2007, coincidentemente no mesmo dia e mês da inauguração de Brasília, para onde viera como representante do antigo Instituto de Aposentadoria e Pensões dos Industriários. Brasília nasceu de um sonho que se transformou em realidade pelas mãos fecundas de Juscelino Kubitschek, mercê do esforço gigantesco e despretensioso de pioneiros abnegados como Sully e tantos outros que marcaram sua passagem gloriosa para sempre e contribuíram para a construção do que seria a obra do século e, sem dúvida, permanecerá para sempre. Também ecoarão pelos tempos seus construtores de ontem e continuadores de hoje e do porvir. Sully lembrava, com saudade e euforia, em seu depoimento ao Correio Braziliense e ao comemorar o 90º aniversário, em 2005, que, em 1957, o Instituto de Aposentadoria e Pensões dos Industriários indicaria alguém para acompanhar as obras de construção de Brasília. Como ninguém se aventurara a esta empreitada, ofereceu-se e, heroicamente, como o fizeram os navegadores lusitanos no passado, ao singrarem os mares bravios e desconhecidos para a conquista do Novo Mundo, deixou o antigo lar, seu Rio de Janeiro, para aqui fixar-se com sua querida Lucy e família, e, com o grande estadista JK, construir a cidade-milagre do terceiro milênio. Tornou-se, assim, o responsável pelas questões jurídicas do IAPI. Em sua coluna publicada, em 9 de outubro de 1960, o jornalista Ari Cunha noticia que a Ordem dos Advogados estava escolhendo a sua diretoria pioneira e, dentre os nomes mais indicados, lá estava Sully. Sully não integrou a diretoria, mas ornou o Conselho, de 1962 a 1964, prestando relevantes serviços à recém-criada corporação de advogados e à comunidade. Este advogado simples e culto soube angariar amigos e, com extrema humildade e inteligência fulgurante, conquistou um lugar de destaque no cenário jurídico e cultural de Brasília. Integrou o Instituto dos Advogados do Distrito Federal, dele participando até os últimos momentos de sua gloriosa vida. Sentava-me sempre ao seu lado, nas sessões desse Sodalício, e ouvia, inebriado, suas palavras sábias. Proponho, assim, sejam inscritos em ata nossa homenagem e o voto de profundo pesar pelo falecimento do advogado e eminente professor da UNB, Dr. Sully Alves de Souza, oficiando-se aos seus familiares, ao Senador Marco Maciel autor da homenagem no Senado Federal, à Universidade de Brasília, onde lecionou por muitos anos, e ao Instituto dos Advogados, onde pontificou e honrou com sua cultura, desde sua fundação. Brasília, 17 de maio de 2007. Leon Frejda Szklarowsky Conselheiro


Fique Informado

Fale Conosco


SEPN 516 Bloco B Lote 7 | Asa Norte | Brasília/DF | 70770-522 - Salas do Advogado

[email protected] - [email protected] - (61)3036-7000

Parceiros: