Brasília – O nome do Conselheiro Federal Marcelo Ribeiro, do DF, foi escolhido pelo Pleno do Supremo Tribunal Federal (STF) para compor a lista tríplice de indicados para preenchimento do cargo de ministro substituto do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Também integram a lista tríplice os advogados Admar Gonzaga Neto e José Gerardo Grossi, que já ocupa cargo de ministro substituto no TSE. A eleição foi feita em atendimento a ofício encaminhado pelo presidente do TSE, ministro Sepúlveda Pertence, no qual comunicou o fim do mandato de Gerardo Grossi naquela Corte.

A lista será encaminhada ao presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, que indicará um dos nomes para assumir o cargo no TSE. Integram a Corte da Justiça Eleitoral três ministros do STF, dois do Superior Tribunal de Justiça e dois advogados de notável saber jurídico e reputação ilibada, indicados pelo STF e nomeados pelo presidente da República. Para cada um dos ministros efetivos, é eleito um magistrado substituto, escolhido por meio do mesmo processo. O Tribunal elege seu presidente e vice entre os ministros do STF e o corregedor eleitoral entre os ministros do STJ.