Movimento Brasil sem pobreza discute viabilidade das ecovilas

Brasília, 28/04/2011 – A Comissão de Direitos Sociais da OAB/DF, representada pela presidente Francisca Aires, e pelos membros Geusa Santana, Josefina Serra dos Santos e Carlos Alberto Soares de Oliveira, participou da reunião de trabalho do Movimento Brasil sem Pobreza, realizada na sede da Conferencia Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), na terça-feira (26/04). No encontro foi discutida a adoção dos modelos sustentáveis dos assentamentos conhecidos como ecovilas nas propostas a serem trabalhadas pelo Movimento. O coordenador do Mutirão Nacional pela Erradicação da Miséria e da Fome da CNBB, padre Nelito Dornelas, abriu os trabalhos com o relato de seu trabalho com assentamentos no nordeste. “Devemos considerar a adoção dos fundos solidários para a gestão de assentamentos, pois o dinheiro enviado pelo governo quase nunca é suficiente”, disse. Daniel Seidel, secretário adjunto da Secretaria de Desenvolvimento Social e Transferência de Renda do DF (Sedest) apontou o modelo de consumo das cidades como uma das causas da pobreza e que a proposta das ecovilas é a harmonização com os recursos naturais. “Vivemos do supérfluo, do que não é necessário e isso pode nos levar ao colapso social”. “é importante termos bandeiras bem definidas para iniciar a articulação junto aos governos que serão responsáveis pelas políticas públicas”, disse Ulisses Riedel, presidente da ONG União Planetária, que é a secretaria executiva do movimento Brasil Sem Pobreza. Outros pontos definidos pelo grupo passam pela inclusão de jovens no mercado de trabalho, o investimento em atletas oriundos dos bolsões de pobreza para participarem das Olimpíadas de 2016 e o incentivo ao voluntariado entre aposentados. Reportagem – Demétrius Crispim Foto – Valter Zica Assessoria de Comunicação – OAB/DF


Fique Informado

Fale Conosco


SEPN 516 Bloco B Lote 7 | Asa Norte | Brasília/DF | 70770-522 - Salas do Advogado

[email protected] - [email protected] - (61)3036-7000

Parceiros: