Brasília, 22/10/10 – A OAB/DF conferiu certificação a 137 novos advogados, em cerimônia realizada na quinta-feira (21/10). O documento autoriza o exercício da profissão aos aprovados no Exame de Ordem. As turmas foram paraninfadas pelo conselheiro seccional Adelvair Pêgo e pela Dra. Herilda Balduíno, advogada condecorada e reconhecida, que conta 38 anos de militância.

A família Balduíno também foi representada entre os compromissandos. Um dos oradores foi Gustavo Henrique Balduíno de Souza, que recebeu o certificado das mãos de sua mãe, Dra. Herilda. Em seu discurso, Gustavo mencionou que sua filha também é estudante de Direito, e compartilhou com os colegas palavras que já dirigiu a ela. “Obter um diploma de bacharel exige esforço; muitos conseguem. Obter a carteirinha da OAB exige muito mais esforço; alguns conseguem. Conseguir ser reconhecido como advogado não exige esforço, é uma opção de vida”.

A paraninfa afirmou-se orgulhosa ao ver o filho partilhar de seus ideais e transmitiu sua experiência aos que prestaram juramento. “No exercício efetivo de sua profissão, o advogado deve colocar-se acima da política, para não permitir que o vencedor tripudie do vencido”.

Outra oradora, a compromissanda Camila Danielle de Sousa, destacou a importância e o alto nível do Exame de Ordem. “A aprovação no exame de habilitação profissional mais criterioso do país demonstra mérito e capacitação. A partir desse momento deixamos de ser apenas espectadores e passamos a ser instrumento na edificação do Direito e da cidadania”.

Adelvair Pêgo destacou as realizações pessoais e profissionais alcançadas nos mais de 20 anos de atividade. Incentivou os novos advogados a trilharem os caminhos da profissão sem medo. “Os desafios existirão e não serão poucos. Porém, é necessário perseverança. Debruçar-se sobre processos, criar teses e selecionar palavras, para dizer o Direito de forma convicta, são algumas orientações para o sucesso neste ofício tão especial e maravilhoso”.

O presidente da OAB/DF, Francisco Caputo, fez o discurso de encerramento. Enfatizou aos advogados que a defesa de prerrogativas “começa na postura profissional de cada um dos senhores, que são igualmente responsáveis pela defesa dos direitos que o legislador concedeu para bem desempenharmos o mandato outorgado pela sociedade”. Também destacou a contribuição de Herilda Balduíno para a Justiça e convocou os presentes a mirarem-se em seu exemplo.

Demétrius Crispim
Assessoria de Comunicação – OAB/DF