Brasília, 16/10/2015 – O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) nomeou a Comissão que avaliará se a presidente da República, Dilma Rousseff, cometeu crime de responsabilidade, nas chamadas “pedaladas fiscais”, motivo de rejeição por unanimidade das contas do governo pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

Os integrantes da comissão são os conselheiros federais Elton Sadi Fülber (RO), Fernando Santana Rocha (BA), Manoel Caetano Ferreira Filho (PR), Samia Roges Jordy Barbieri (MS) e Setembrino Idwaldo Netto Pelissari (ES).

Eles realizarão estudos técnicos sobre a existência ou não de crime praticado pela presidente e a sua implicação no atual mandato presidencial, com prazo máximo de 30 dias para a elaboração de parecer. Redigido o documento, o Conselho Federal deliberará sobre o assunto.

Comunicação social – jornalismo
OAB/DF