O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) realizará, entre 3 e 5 de março, no Parlamundi da Legião da Boa Vontade (LBV), o I Congresso Brasileiro de Mediação Judicial. A OAB/DF, por meio da Comissão de Mediação e Arbitragem, presidida pelo conselheiro Leon Frejda Szklarowsky, apóia o evento. Entre os objetivos do congresso está a formatação de um modelo brasileiro autêntico e funcional de mediação judicial. Essa ferramenta é relacionada diretamente com os tribunais, diferentemente da arbitragem que não tem ligação oficial com a justiça. Em Brasília, os mediadores são servidores públicos, preferencialmente formados em Direito ou que tenham algum curso específico na área. Para o presidente da Comissão de Arbitragem da OAB/DF, a mediação “desenferruja” o sistema jurídico e torna mais ágeis os acordos entre as partes. “A justiça resolve um litígio em 20 anos, espero que a mediação judicial consiga resolver em menos tempo”, diz Frejda. O TJDFT convida todos que adquiriram ou desejam adquirir maturidade de consciência sobre a própria participação na realidade social e anseiam melhorá-la a participarem do evento. Palestrantes O I Congresso Brasileiro de Mediação Judicial contará com a participarão dos palestrantes: ministra Fátima Nancy Andrighi (BRA), Rogério Favreto (BRA), André Gomma de Azevedo (BRA), Marcelo Girade Corrêa (BRA), Josiane Barbieri (BRA), Wayne Brazil (EUA), Carrie Menkel-Meadow (EUA), Letícia Garcia Villaluenga (ESP), Ramón Alzate Saez de Heredia (ESP) e Marie-Clarie Belleau (CAN).

Para se inscrever acesse o site www.tjdft.gov.br. As vagas são limitadas.