Brasília, 27/11/2015 – A Comissão de Direitos Humanos da OAB/DF participou, na última quarta-feira (25), de um debate sobre violência sexual contra crianças e adolescentes. O evento foi uma iniciativa do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) e foi realizado no Tribunal do Júri do Núcleo Bandeirante.

Segundo a secretária-geral da Comissão, Suelen de Azevedo, o objetivo do encontro foi conscientizar e orientar os profissionais que atuam em ambiente educacional sobre o abuso de menores. “Os professores vivem em contato frequente com muitas crianças que podem estar passando por situação de violência sexual. Por isso, podem ajudar a identificar os casos. A Comissão de Direitos Humanos da OAB/DF acredita que a união de forças é essencial para vencermos essa luta e construirmos um Brasil melhor”.

Durante o debate, a psicóloga do TJDFT, Daniele Macedo, orientou os professores a observar e identificar indícios de violência. A mudança de comportamento, inclusive nos padrões de escrita e desenho, é um dos fatores que pode indicar o abuso. Os profissionais também foram preparados para a realização de denúncias através dos sistemas e instituições existentes: disque denúncia, Ministério Público, Tribunal de Justiça, Delegacia de Violência Doméstica, OAB e Defensoria Pública.

Estiveram presentes no debate os membros da Comissão Alisson Lopes, Andrea Britto e Ana Izabel Alencar. Também participaram da discussão o juiz de Direito Titular do Juizado de Violência Doméstica do Núcleo Bandeirante, Ben Hur Viza; o juiz de Direito Titular da Vara Criminal do Tribunal do Júri do Núcleo Bandeirante, Fábio Esteves; e a representante da Diretoria de Educação de Campo e Eixos Transversais, Dhara Cristiane Souza.

Comunicação social – jornalismo
OAB/DF