Cachorro morre após ser agredido com barra de ferro em Arniqueira (Correio Braziliense)

O animal foi encontrado ferido, em casa, pelos donos. O crime aconteceu no último domingo (27/12)

Na noite do último domingo (27/12), câmeras do circuito interno de um condomínio capturaram um morador com uma barra de ferro agredindo um cachorro. O crime aconteceu em um condomínio localizado em Arniqueira – Águas Claras. O agressor estava acompanhado de uma mulher e uma criança.

O cachorro, nomeado Bolt, não tinha raça definida (SRD), era dócil e tinha aproximadamente dois anos, segundo a vice-presidente da Comissão de Defesa dos Animais da Subseção de Taguatinga da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/DF) responsável pelo caso, Ana Paula de Vasconcelos. “É inaceitável tamanha selvageria contra um animal indefeso”, reforça a advogada.

Seus tutores haviam sido avisados que ele havia escapado e já estavam voltando para casa. Ao chegarem, encontraram o cachorro ferido e agonizando. Segundo as filmagens, o animal estava na calçada e não apresentava qualquer agressividade ou menção de ataque. “Mesmo assim, esse assassino cruel desfere golpes em sua cabeça”, diz Ana Paula.

Além do crime de maus tratos a animais com pena de 2 a 5 anos, o agressor violou também o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), uma vez que submeteu a criança que o acompanhava a assistir ao ato de violência. “Eu estou acompanhando o caso e não medirei esforços para que esse covarde seja punido com os rigores da lei, incluindo as sanções criminais e administrativas”, ressalta a advogada.

Reportagem publicada por Correio Braziliense em 30/12/20

Acesse aqui.


Fique Informado

Fale Conosco


SEPN 516 Bloco B Lote 7 | Asa Norte | Brasília/DF | 70770-522 - Salas do Advogado

[email protected] - [email protected] - (61)3036-7000

Parceiros: