Ex-chefe da Casa Civil e Secretaria de Educação afirmam aguardar mais informações sobre ações deflagradas nesta quarta (9/9)

Duas operações da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) e do Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT), deflagradas na manhã desta quarta-feira (9/9), foram atrás de supostos envolvidos em irregularidades na licitação de merenda escolar na rede pública de ensino, que previa a entrega de 94 milhões de refeições ao custo de R$ 375 milhões. Foram alvo o ex-secretário da área João Pedro Ferraz, o ex-chefe da Casa Civil Valdetário Monteiro e o ex-secretário-executivo da Educação, Quintino dos Reis, conforme relevado pelo Metrópoles.

– A Ordem dos Advogados do Brasil, seccional DF, também enviou nota, uma vez que Valdetário e João Pedro são advogados. O órgão disse ter acompanhado as buscas em endereços ligados a advogados. “A OAB/DF compreende que as acusações em relação a supostas fraudes envolvendo merendas escolares são graves e defende que as investigações devem ser realizadas de forma rígida, mas resguardados sempre os direitos constitucionais ao contraditório e à ampla defesa. Por fim, coloca-se à disposição para contribuir com os esclarecimentos à sociedade”, aponta o comunicado.

Reportagem publicada por Metrópoles em 9/09/20

Acesse aqui.