Brasília, 21/03/2012 – O presidente da OAB/DF, Francisco Caputo, e o vice-presidente Emens Pereira participaram da implantação do Processo Judicial Eletrônico da Justiça do Trabalho (PJe-JT) na Vara do Trabalho do Gama, na manhã desta quarta-feira (21/03). A Vara do Trabalho do Gama é a primeira do Distrito Federal e a quinta do país a adotar o sistema. A partir de agora, todas as novas ações iniciadas na unidade tramitarão virtualmente.

“Os benefícios para os advogados com a implantação do processo eletrônico são enormes. Notadamente, o principal é a maior rapidez na solução do processo. E a gente espera também que junto com a rapidez venha a eficácia, no sentido de efetivar as decisões com o reconhecimento e o pagamento dos direitos cobrados perante a Justiça do Trabalho”, afirmou Caputo.

O presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST) e do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT), ministro João Oreste Dalazen, destacou que o PJe-JT é fundamental para o aperfeiçoamento da outorga da prestação jurisdicional.

“Posso assegurar que ganha a Vara do Trabalho do Gama, hoje, um moderno sistema de processo judicial eletrônico. Um sistema que já vem consagrado pelo estrondoso sucesso obtido nas quatro Varas do Trabalho em que já foi instalado em distintas regiões da Justiça do Trabalho”, disse.

Para Ricardo Machado, presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região, a data fará parte da maior revolução experimentada na história da Justiça do Trabalho. “Estamos vivendo um momento de revolução cultural e organizacional, pois o Pje-TJ, além da vantagem de estar sendo desenhado e pensado por servidores da própria Justiça do Trabalho, tem o compromisso de atender, em breve espaço de tempo, todas as funcionalidades do processo trabalhista, por ser um sistema único, integrado e definitivo”.

Para demonstrar o funcionamento do sistema, o advogado Almiro Cardoso Farias Junior protocolou o primeiro processo da Vara. Ao finalizar, a data e horário da audiência estava disponibilizada. A OAB/DF tem trabalhado muito para estimular os advogados a fazerem a certificação digital, passo fundamental para a utilização do Pje. A partir da implantação serão oferecidos treinamentos específicos aos advogados com essa nova ferramenta.

Reportagem – Priscila Gonçalves
Foto – Valter Zica
Comunicação Social – Jornalismo
OAB/DF