Brasília, 24/4/2013 – A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado Federal aprovou nesta quarta-feira (24) os nomes dos advogados Esdras Dantas de Souza e Walter de Agra Júnior para serem os representantes da advocacia junto ao Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). A sabatina foi conduzida pelo presidente da CCJ, senador Vital do Rêgo Filho (PMDB-PB), e contou com a presença no plenário do presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Marcus Vinicius Furtado, do vice-presidente nacional, Claudio Lamachia, do secretário-geral da entidade, Claudio Souza Neto, e do presidente da OAB/DF, Ibaneis Rocha.

O Conselho Pleno da Seccional havia aprovado, por unanimidade, o apoio à candidatura de Esdras Dantas de Souza, Membro Honorário Vitalício da OAB/DF. Além de ter sido presidente da Seccional de 91 a 95, Esdras foi Conselheiro Federal da OAB (98 a 2004) e presidente da Terceira Câmara do Conselho Federal da OAB (2001 a 2004).
Também acompanharam a sabatina na CCJ do Senado os dois indicados pelo Conselho Federal da OAB para integrar o Conselho Nacional de Justiça, e os conselheiros federais Paulo Eduardo Pinheiro Teixeira e Gisela Gondin Ramos. A sabatina dos indicados para o CNJ será realizada nos próximos dias.

Confira o currículo dos indicados da advocacia ao CNMP:

– Esdras Dantas

Natural de Caicó (RN), Esdras Dantas de Souza ingressou na advocacia em 1979, após graduar-se pela então Faculdade do Distrito Federal – CEUB. Pós-graduado em Direito Público Interno, já foi professor em instituições de ensino superior. Na OAB-DF, foi conselheiro seccional por cinco mandatos e presidiu a entidade de 1991 a 1995. Foi conselheiro federal por quatros mandatos consecutivos e ocupou o cargo de diretor-tesoureiro da OAB Nacional, no triênio 2001/2004.

– Walter de Agra Júnior

Natural de Campina Grande (PB), Walter de Agra Júnior graduou-se pela Universidade Estadual da Paraíba em 1997, tem especialização em Direito Processual Civil e mestrado em Direito Processual pela Universidade Católica de Pernambuco. Na OAB da Paraíba, foi conselheiro seccional de 1997 a 2006 e, no Conselho Federal, atuou como conselheiro, além de presidir a Comissão Nacional de Exame de Ordem entre 2010 e 2012. Atualmente, integra a OAB Nacional como conselheiro federal.

Comunicação Social – Jornalismo (com informações do Conselho Federal)
Foto – Eugênio Novaes
OAB/DF