Advogada terá canal exclusivo para denúncias

A OAB/DF lançará, nesta segunda-feira (16/3), um canal de denúncias voltado exclusivamente para a mulher advogada. Criado por iniciativa da Comissão da Mulher Advogada da Seccional, o Fale Advogada receberá reclamações de desrespeito às prerrogativas no âmbito do Poder Judiciário, das delegacias, dos órgãos públicos e dos escritórios. Também registrará ocorrências de assédio moral e/ou sexual e outros temas relacionados à mulher advogada. Paralelamente ao canal, será também ainda uma pesquisa para identificar o perfil das advogadas do Distrito Federal.

A presidente da Comissão da Mulher Advogada, Nildete Santana, explica que a principal função do canal é dar voz às mulheres advogadas em suas mais diversas demandas no cotidiano da profissão. “O canal não se restringirá em agir de forma ativa por vias judiciais e administrativas, mas também de forma preventiva, mapeando indicadores de setores, cargos e órgãos que geram, de forma recorrente, atitudes desrespeitosas contra as advogadas”, comenta.

A comunicação é fácil, rápida e prática. O Fale Advogada pode ser acessado pelo site da OAB/DF, não sendo necessário se deslocar até a sede da instituição. Tudo pode ser feito diretamente pela internet. É necessário apenas informar nome, número de inscrição na Ordem, e-mail, telefone de contato e narrar a situação. “É importante descrever os fatos, apontar as pessoas envolvidas e solicitar a providência. Quanto mais detalhado o relato, mais condições teremos de atuar rapidamente”, explica Nildete Santana. A denunciante pode informar se deseja manter o caso em sigilo.

A manifestação será recebida pela Comissão da Mulher Advogada e as ouvidoras envolvidas entrarão em contato com a requerente para dialogar sobre o tema e adotar as medidas cabíveis, inclusive a de manter em sigilo os dados do ocorrido, caso tenha sido solicitado pela requerente.

Dos dados relatados, serão extraídas informações que gerarão indicadores para futuras ações, que poderão incluir desde palestras em setores identificados como problemáticos até atuações em conjunto com outros órgãos de fiscalização e segurança.

Perfil
Também no site da OAB/DF estará disponível, a partir de segunda-feira, pesquisa para identificar o perfil das advogadas do Distrito Federal. A medida está em consonância com as diretrizes do Plano Nacional da Mulher Advogada do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil.

“Além de cumprirem uma lacuna de atendimento à mulher advogada, os serviços cumprem também o objetivo de aproximar a advogada da OAB/DF, conhecer suas necessidades e reivindicações e apoiar e desenvolver projetos que possam mitigar os problemas enfrentados pelas mulheres no cotidiano da advocacia”, conclui Nildete Santana.

 

Comunicação OAB/DF
Texto: Ana Lúcia Moura
Imagem do destaque: Shutterstock

 


Fique Informado

Fale Conosco


SEPN 516 Bloco B Lote 7 | Asa Norte | Brasília/DF | 70770-522 - Salas do Advogado

[email protected] - [email protected] - (61)3036-7000

Parceiros: