Cerimônia empossa três membros para a nova Comissão Especial de Regulação da Criptoeconomia da OAB/DF

A Seccional do Distrito Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/DF), empossou, na última quarta-feira (16/11), no gabinete do secretário-geral, Paulo Maurício Siqueira, três integrantes para a nova Comissão Especial de Regulação da Criptoeconomia: o presidente Pedro Henrique Pessanha, a vice-presidente Isabella Flugel e a membra Vanessa Sampaio.

O anfitrião da cerimônia, Paulo Maurício Siqueira, destacou que a comissão trará novas oportunidades. “Acabamos de criar a primeira comissão do Brasil de criptoeconomia. É uma nova área de atuação, e estamos apostando bastante para que surjam boas possibilidades de atuação na advocacia. Que a OAB possa participar da regulação desse novo setor que traz muitos desafios. Esperamos contribuir com essa nova comissão”, destacou o secretário-geral.

O presidente da comissão, o advogado Pedro Henrique, ressaltou a relevância da nova comissão. “A importância dessa comissão é trazer essa discussão para a advocacia do Distrito Federal, tanto para compartilhar informações do novo segmento como, também, para servir como um ponto de contato com a sociedade, com a finalidade de prevenir crimes e infrações por meio de uma atuação mais consciente, do ponto de vista jurídico, no âmbito da criptoeconomia”, disse.

Isabella Flugel chamou atenção para o crescimento do mercado de pessoas que investem em cripto ativos. “Temos uma oferta muito grande de ativos diferentes. Tanto para pagamento como para serviço, é uma demanda grande que precisamos entender como vai funcionar a regulação e a tributação. Então, é uma grande oportunidade para trazermos discussões proveitosas sobre esse tema”, destacou.

Vanessa Sampaio trouxe pontos importantes sobre o papel da comissão para o mercado da advocacia. “Essa comissão trata de uma nova vertente que vai aprofundar nossos estudos na área do Direito, o que é algo muito novo. Há diversos clientes dos advogados que já são empresas que atuam na criptoeconomia, elas transferem ativos, investem em ativos, e isso vai trazer uma maior visibilidade e uma abertura de algum canal de trabalho”, concluiu.

Paulo Maurício Siqueira completa que “alguns dados de associações que representam essa nova área da economia indicam que pelo menos R$300 bilhões foram movimentados em 2021. Acreditamos que é um assunto que irá repercutir bem dentro da advocacia”.

Comunicação OAB/DF


Fique Informado

Fale Conosco


SEPN 516 Bloco B Lote 7 | Asa Norte | Brasília/DF | 70770-522 - Salas do Advogado

[email protected] - [email protected] - (61)3036-7000

Parceiros: