OAB/DF cobra providências sobre erro em Exame de Ordem

Um problema no link de consulta individual do espelho de correção do resultado preliminar do Exame de Ordem XXI deixou milhares de estudantes angustiados nesta terça-feira (14). O Conselho Federal da OAB por meio da Coordenação Nacional do Exame de Ordem Unificado, atendendo às inúmeras reclamações oriundas dos examinandos, inclusive por meio da Comissão Nacional do Exame de Ordem da OAB/DF, solicitou imediata verificação do ocorrido e a solução do problema a fim de garantir o acessos dos examinandos às informações corretas.

Juliano Costa Couto, presidente da Seccional, afirmou que a OAB/DF preza pela segurança, credibilidade e transparência do exame. “A Ordem tem a preocupação de que o exame sempre transcorra da melhor forma. Vamos exigir isso cada vez com mais contundência da FGV, que deve melhorar sua prestação de serviços”, pontuou.

Em ofício encaminhado à OAB/DF, o diretor e presidente da Coordenação Nacional do Exame de Ordem Unificado da OAB nacional, Felipe Sarmento Cordeiro, informou que a Ordem tomou todas as medidas possíveis para a solução do problema.  “Diante dos fatos narrados e tendo como escopo a segurança, a credibilidade, a transparência e a lisura do exame, solicitei imediatamente, por meio de ofício ao diretor de Mercado da FGV, a verificação do ocorrido e a pronta resolução do problema com intuito de garantir o acesso dos examinandos às informações, corretas, relativas ao seu desempenho nas provas por meio do referido link”, disse. “Em continuidade, determinei a apuração rigorosa dos fatos e o encaminhamento das medidas adotadas pela FGV para o caso em comento a fim de aferir a responsabilidade pela falha no sistema”, finalizou.

Maria Dionne de Araújo, conselheira e presidente da Comissão de Estágio e Exame de Ordem da OAB/DF, disse que a Fundação Getúlio Vargas expediu comunicado informando que devido a uma falha de atualização no banco de dados, foram constatadas inconsistências, os quais remetiam a informações de edições anteriores do exame. A Fundação esclareceu ainda que as provas foram corrigidas e as notas atribuídas de acordo com os padrões das respostas publicadas e que as 21 horas do dia 14 de fevereiro realizou tais ajustes.

“A Comissão lamenta o ocorrido porque causa insegurança aos participantes do Certame e aguarda mais seriedade da FGV na condução do Exame”, disse Maria Dione. “Permanecemos atentos em defesa da lisura do Exame de Ordem e da tranquilidade dos seus participantes, futuros advogados do nosso país, que muito contribuirão para uma sociedade mais justa e mais plural”.

A OAB/DF renova seu compromisso com a Advocacia e com os examinandos, no sentido de lutar pela manutenção da Exame de Ordem, que sempre deve ser aplicado com isonomia e compromisso com a correta aferição das aptidões mínimas para o exercício da indispensável profissão da Advocacia.


Fique Informado

Fale Conosco


SEPN 516 Bloco B Lote 7 | Asa Norte | Brasília/DF | 70770-522 - Salas do Advogado

[email protected] - [email protected] - (61)3036-7000

Parceiros: