Brasília, 06/12/2012 – A OAB/DF foi certificada pelo “Programa Green IT” devido à troca de 216kg de cabos eletrônicos e de energia. O programa tem o objetivo de racionalizar a utilização de recursos não renováveis através do tratamento de resíduos provenientes do descarte de produtos de cabeamento estruturado. Abrange ainda uma permuta dos materiais antigos por novos cabos da Furukawa, empresa líder mundial no mercado.

O material arcaico foi trocado por um sistema de cabeamento estruturado que permite o tráfego de qualquer tipo de sinal elétrico de áudio, vídeo, controles ambientais e de segurança, dados e telefonia, convencional ou não, de baixa intensidade.

Segundo o coordenador de Tecnologia da Informação da OAB/DF, André Fonseca, esse tipo de cabeamento “possibilita mudanças, manutenções ou implementações de forma rápida, segura e controlada, ou seja, toda alteração do esquema de ocupação de um edifício comercial é administrada e documentada seguindo-se um padrão de identificação que não permite erros ou dúvidas quanto aos cabos, tomadas, posições e usuários”.

A reciclagem evitou que cerca de 108kg de materiais contaminados com metais pesados fossem depositados em aterros industriais. Reduziu a extração de 21 toneladas de minério de cobre e o consumo de 2.065 kWh, energia suficiente para abastecer 14 residências durante um mês.

Para o presidente da Comissão de Direito Ambiental, Getúlio Humberto Barbosa de Sá, os advogados do DF ganham com a iniciativa, e a natureza agradece. A certificação demonstra mais uma vez que a solução para um mundo mais sustentável passa pela disposição de cada um de fazer a sua parte. “Não serão essas intermináveis conferências sobre o clima e o meio ambiente que amenizarão a questão ambiental do planeta, mas sim atitudes como esta realizada por nossa Seccional. Além do ganho tecnológico extraordinário que a medida trouxe à infraestrutura de TI da Ordem, o ganho ambiental é relevante”.

Reportagem – Priscila Gonçalves

Comunicação Social – Jornalismo
OAB/DF