Publicação: Sábado, 28/04/2012 às 20:59:32

O Sindicato dos Professores do Distrito Federal (Sinpro-DF) terminou às 19h de hoje uma reunião com a comissão formada por parlamentares, da bancada federal e distrital, junto com representantes da Ordem Nacional dos Advogados (OAB) e da Universidade de Brasília (UnB). A reunião ocorreu na sede nacional da Central Única dos Trabalhadores (CUT), com o intuito da comissão poder intermediar as negociações entre o sindicato e o Governo do Distrito Federal (GDF).

Segundo o diretor jurídico do Sinpro-DF, Washington Dourado, foram apresentados a comissão um conjunto de parâmetros que poderão garantir a reestruturação do plano de carreira da categoria, e o cumprimento do acordo feito com o GDF no ano passado. “Eles queriam nos ouvir e levar sugestões, para então fazer as propostas junto com o governo”, afirmou Dourado.

Ainda segundo o diretor jurídico, a comissão prometeu levar as reivindicações do Sinpro-DF amanhã para o GDF. Até segunda-feira de manhã foi garantido que teriam uma proposta. No mesmo dia, a tarde, o Sinpro-DF pretende apresentar o que foi negociado com o GDF às assembléias regionais. Na quarta-feira, a assembléia geral da categoria decidirá o que foi acordado. “O objetivo é sair do impasse. Ontem, com a garantia de reabertura de negociação, nos saímos da ocupação. Agora depende do governo encerrar a greve”, ressaltou Dourado.

Os 60 professores que permaneciam no 6° andar do Anexo do Palácio do Buriti resolveram deixar a sede da Secretaria de Administração Pública na tarde de ontem. Mas continuavam acampados na praça do Palácio do Buriti até a noite de hoje. A assembléia geral da categoria decidirá os rumos da greve às 9h30 da quarta-feira, em frente ao Palácio do Buriti.

Fonte: Da redação do clicabrasilia.com.br